HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

ELES AMAM SEUS AMIGUINHOS
Homem alimenta 80 cães abandonados todos os dias na Tailândia há cinco anos 19/04/2016 às 18:26:24

Michael Baines é um escocês que desde 2002 vive e trabalha como gerente de um restaurante na Tailândia. Lá ele possui nove cães em sua residência, todos resgatados das ruas da Tailândia. Porém, mesmo sem poder levar mais animais para casa, ele queria ajudar mais cães em seu novo país.

Michael contou que o povo da Tailândia não é tão amigável com os cães. Por lá, não é difícil ver pessoas maltratando os animais batendo neles com paus e pedras, além de machucar os cães com facas, jogar água fervente e até mesmo envenenar os cachorros, motivo pelo qual Michael anda com uma garrafa de antídoto em sem carro.

Homem-alimenta-80-cães-abandonados-todos-os-dias-na-Tailândia-há-cinco-anos-pdd3

Há cerca de cinco anos Michael alimenta mais de 80 cães de rua todos os dias. (Foto: Reprodução / Michael Baines)

Tentando melhorar de alguma forma a vida dos animais que vivem pelas ruas da Tailândia, Michael passou a alimentar a maior quantidade deles que pode. Ele passa por várias regiões da cidade em que mora, Chonburi, três vezes por dia levando em seu carro uma enorme panela com uma mistura de arroz cozido com óleo vegetal e caldo de carne, ração e alguma carninha cozida. Uma vez por mês ele ainda acrescenta na comida um pó que evita vários tipos de vermes, além de carrapatos e pulgas.

Ao logo das rotas, feitas três vezes ao dia (antes de ir para o trabalho, após o café da manhã de seu restaurante e ao voltar para casa), Michael faz várias paradas e chega a alimentar cerca de 80 cães de rua todos os dias.

Mantendo essa rotina já há cinco anos, Michael vem ganhando a confiança dos cães e alguns já reconhecem até o barulho do seu carro quando ele está chegando com a comida e outros tantos são bem amigáveis e carinhos com o homem que os alimenta. Porém, por causa de tanto sofrimento, alguns animais ainda continuam receosos e têm medo.

Além da alimentação, Michael também ajuda com remédios e cuidados médicos. (Foto: Reprodução / Michael Baines)

Além da alimentação, Michael também ajuda com remédios e cuidados médicos. (Foto: Reprodução / Michael Baines)

Michael, que compra a alimentação dos cães com seu próprio dinheiro e ajuda de doações que recebe para este fim, é certamente um dos maiores motivos pelos quais estes cachorros ainda continuam vivos em um país que não costuma ser tão gentil com seus animais.

O homem começou a alimentar os cães depois de ver uma cadelinha, que havia acabado de ter filhotes, morrendo de fome e coberta de feridas próxima ao seu restaurante. Ele se sentiu bastante tocado pelo olhar daquele pobre cão e começou a alimentá-la. “Eu Olhei em seus olhos e através deles ela dizia, ‘Ajude-me. Eu estou com fome’. Ela me tocou. Eu comecei a ver como os cães abandonados sofrem e como eles são amigáveis. Eu comecei a interagir mais com eles e a alimentá-los”, contou Michael.

Alguns animais já o reconhecem e são bastante amigáveis. (Foto: Reprodução / Anna Tjernström)

Alguns animais já o reconhecem e são bastante amigáveis. (Foto: Reprodução / Anna Tjernström)

Ele disse ainda que, por sempre passar pelas mesmas áreas, já conhece e é conhecido por boa parte dos animais, porém, por sempre existirem cadelas prenhas, acabam aparecendo novos cães para ele alimentar.

Por não ter um espaço para manter um grande número de cachorros, Michael faz o seu melhor como pode. Além de alimentar os animais, ele ajuda castrando o máximo de cães possível e fornecendo medicamentos para aqueles que estão doentes. Em casos mais graves, Michael fica com o animal sob seus cuidados até que ele esteja totalmente recuperado. Michael também ajuda a encontrar lares amorosos para estes animais.

Por conta de tantos maus tratos, alguns animais ainda continuam com medo. (Foto: Reprodução / Michael Baines)

Por conta de tantos maus tratos, alguns animais ainda continuam com medo. (Foto: Reprodução / Michael Baines)

Mas não é só Michael que ajuda os cães, eles também ajudaram bastante Michael em um difícil momento de sua vida. Há alguns anos ele sofreu um acidente vascular cerebral e voltar a ajudar os cães foi a maior motivação que Michael teve para lutar e conseguir se recuperar. O que deu certo.

Apesar do grande número de animais abandonados na Tailândia e do grave problema de maus tratos, o sonho de Michael é ser capaz de ajudar o maior número de cães possível e poder fazer isso em tempo integral, com a ajuda de bons voluntários, além de ver uma mudança na forma como os tailandeses tratam os animais.

Michael diz que os cães, tanto os seus quanto os que ajuda nas ruas, o fazem muito feliz. (Foto: Reprodução / Anna Tjernström)

Michael diz que os cães, tanto os seus quanto os que ajuda nas ruas, o fazem muito feliz. (Foto: Reprodução / Anna Tjernström)

“Os cães são uma fonte de força para mim. Se eu não tivesse os meus cães e os cães de rua, eu provavelmente seria bastante miserável. Eles me fazem muito feliz”, diz Michael.

Saiba mais sobre como Michael ajuda a alimentar e cuidar dos animais em sua página oficial no Facebook clicando aqui.

 

 

 

 

Fonte: (Portal do Dog)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
BH terá 357 postos abertos neste sábado para vacinação antirrábica; confira os locais
19/09/2018 às 20:39:23

Operação de proteção da mata atlântica termina com dois presos e mais de R$ 5 mi em multas em Minas
17/09/2018 às 22:01:12

9º Encontro de Cães e Criadores acontece em Itabira, MG
17/09/2018 às 21:35:49

Todo sobre a fauna siberiana
11/09/2018 às 22:45:24


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco