HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

ONGS
Voluntários resgatam mais de 380 animais abandonados em Teresina 30/03/2016 às 18:00:53
Em Teresina, um trabalho realizado por jovens voluntários tem salvado vidas e dado um lar a centenas de animais abandonados pelas ruas ou que seriam sacrificados no Centro de Zoonoses. Em dois anos de atuação, duas ONGs já deram uma família a mais de 200 gatos e 180 cães. Os animais são colocados para adoção em feiras normalmente realizadas durante os fins de semana no Parque Potycabana, Zona Leste da capital. 
ONGs dão lar a cães e gatos em situação de rua na capital (Foto: Reprodução/Instagram)
 
Desde janeiro deste ano, a ONG Protetores de Patinhas conseguiu adoção para 80 cães em duas feiras realizadas. Desde a criação do grupo, os voluntários resgataram mais de 180 animais. Para Jéssica Almeida, presidente da ONG, o trabalho é mais que gratificante. 
 
“A gente sabe que tem um papel importante. Optamos por esse trabalho porque esses animais que estão nas ruas e são capturados para sacrifício são indefesos, sem proteção. Vivemos numa sociedade que marginaliza esses bichos. É necessária uma conscientização, já que o animal também sente dor e precisa de companhia. É uma questão de humanidade”, relatou. 
 
Outro projeto social que é atuante e ampara gatos na capital é o “Proteger e Cuidar: os gateiros”. O grupo já existe há um ano e já deu lar a mais de 200 gatos em cinco feiras de adoção que foram realizadas. Este ano, os "gateiros" recuperaram 30 filhotes, cinco deles já conseguiram um lar. Os demais estão sob custódia dos voluntários e em breve serão colocados na feira para adoção. 
 
“Fazer parte de um grupo de resgate é saber que não faltará trabalho e muito amor. Não somos remunerados de forma alguma, não recebemos apoio de nenhuma empresa ou órgão público. Todos os resgates, consultas e cirurgias são bancadas por pessoas que se comovem com a situação desses animais”, contou Eliziane Oliveira, integrante dos Gateiros. 
 
Em ambos os projetos, quando os animais não são adotados nas feiras, eles ficam nas casas dos voluntários aguardando pessoas interessadas em adotá-los. 
 
“Parece muito, mas se formos analisar a quantidade de animais abandonados todos os dias na rua, fica praticamente impossível dar conta, mas estamos tentando promover a campanha de castração e conscientização, atitudes que podem melhorar essas estatísticas tão negativas”, falou ainda Eliziane.
 
O trabalho dos voluntários é divulgado por meio das redes sociais. As pessoas interessadas em colaborar com medicamentos, ração e outros materiais devem entrar em contato através dos números: Protetores de Patinhas (86) 99926-0087 / Gateiros (86) 99586-4311. 
 
Castração 
Com o objetivo de fazer o controle da natalidade de cães e gatos na capital, um convênio entre a Prefeitura de Teresina e a Universidade Federal do Piauí (UFPI) promove, através de procedimento cirúrgico, a castração gratuita de animais de estimação de famílias de baixa renda. A meta inicial da prefeitura era castrar 80 animais por mês. 
 
Uma emenda parlamentar de autoria da vereadora Teresa Brito propõe a compra de um “castra móvel”, no valor de R$ 150 mil, mas a verba ainda não foi liberada pela prefeitura. Segundo ela, o projeto é de suma importância, uma vez que ajudará no controle de natalidade de animais na capital, como existe em outros estados.
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: (Jornal Floripa)





ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sandra Bullock doa 100 mil dólares para ajudar animais vítimas de incêndio
15/11/2018 às 20:15:23

Conheça os alimentos mais venenosos para seu cão
06/11/2018 às 23:11:07

Um cão de rua entra em uma delegacia e se torna policial
06/11/2018 às 23:08:19

Quantas refeições o seu cão deve fazer?
06/11/2018 às 23:05:53


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco