HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

PARASITAS
Vermes intestinais em cães e gatos Vermes em cães tipos e sintomas. O medico veterinario irá prescrever o melhor vermifugo e indicará o melhor tratamento. 28/03/2014 às 13:31:35

Verminose

A verminose é uma patologia muito comum em cães que pode ocasionar sérios problemas e até mesmo por em risco a vida do cão, dependendo do grau de severidade com que ocorre e da idade e estado em que se encontram.
Os diversos tipos de vermes em cães podem ser encontrados no intestino, coração, estomago, esôfago, pulmão e rins. Vermes em cães provocam irritação, infecção e destruição dos tecidos e mucosas dos órgãos onde se alojam devido a sua fixação; obstrução de vasos e dos órgãos ocos devido ao acumulo de parasitas; espoliação de células e substancias alimentares quando alojados no intestino onde retiram vitaminas e outros elementos vitais; além da ação tóxica causada pelas exotoxinas e endotoxinas que produzem.

Tipos de Vermes em cães

Existem vários tipos de vermes em cães, que são classificados entre “redondos” e “chatos”.
A contaminação pode acontecer pela via oral (ingestão de ovos, oocistos ou larvas infectantes), via percutânea (penetração ativa das larvas pela Pele), via intra uterina (através da placenta, contaminando o filhote ainda na barriga da mãe) e pela via galactogênia (filhote é contaminado através do leite da mãe).

Danos causados por vermes em cães

Muitos são os danos causados por vermes em cães como obstrução ou ruptura intestinal, anemia, diarreia, vômito, convulsões, pneumonia, emagrecimento progressivo, pêlos ásperos e sem brilho, crescimento tardio, predisposição a outras doenças, menor absorção e digestão dos nutrientes, perda de sangue e proteína. Cães com aspecto saudável também podem ter vermes e portanto, é fundamental que o cães sejam vermifugados corretamente e façam exames de rotina regularmente.

Sintomas de Vermes em cães

 

  • Animal com a barriga abaulada, onde é comum o proprietário achar que seu animalzinho esteja gordinho;
  • Olhar triste, que deve ser avaliado por um profissional para diferenciação de outras doenças;
  • Animal arrasta o “bumbum no chão”;
  • Magreza;
  • Fezes moles, com sangue;
  • Presença de vermes nas fezes, onde é importante a observação do proprietário para relatar ao médico veterinário o tipo de verme encontrado para um bom diagnóstico e tratamento adequado, existem vermes redondos, achatados, e vermes que soltam proglotes parecido com uma semente de pepino ou grão de arroz.

Vermifugação

A vermifugação deve ser uma prática constante, pois tem efeitos profiláticos e curativos.
O controle através de exames coproparasitológicos é recomendado para definição do melhor tratamento a ser seguido. Em filhotes é possível repetir a vermifugação a cada 40 dias em média, de acordo com a orientação do médico veterinário.
Lembre-se que algumas parasitoses de cães são transmitidas aos homens, portanto a vermifugação deve ser feita no mínimo 2 vezes por ano, durante toda a vida dos cães, não deixando de fazer o reforço da primeira dose, que pode ser em 15 ou 21 dias.

 

 

Fonte: (http://petshopportal.com/)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Quatro raças de raposa que você deve conhecer
15/06/2018 às 22:14:23

A raposa é perigosa: verdade ou mito?
15/06/2018 às 22:12:22

CCZ de São Paulo cria site para divulgar animais que estão há tempos em fila de adoção
15/06/2018 às 22:10:35

Você conhece a peritonite? Saiba como a doença afeta os gatos
14/06/2018 às 21:15:34


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco