HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

PARASITAS
Chega de coçar! Saiba se o seu cão está com alergia 27/05/2014 às 11:50:07

A alergia ou dermatite alérgica é uma doença de pele muito comum entre animais domésticos. Quanto mais o cão tiver contato com a causa da alergia, maior a intensidade dela será. Na maioria das vezes, elas são manifestadas por coceiras, vermelhidões, bolinhas e falhas no pelo. 

Grande parte dos distúrbios alérgicos podem ser genéticos ou acontecerem em certas fases da vida do cachorro, onde não existe, exatamente, uma maneira de preveni-los. O mais recomendável, portanto, é ir ao veterinário, caso o dono observe sintomas que indiquem alergias ambientais, alimentícias, de contato, psicológicas e de outras origens.

As causas mais comuns são: ingestão de leite, rações, picadas de insetos, plantas, pílulas hormonais, produtos de limpeza, tecidos, vermes
e medicamentos específicos. É de extrema importância que o pet seja levado ao médico, pois a coceira excessiva pode causar feridas graves na pele e agravar ainda mais o quadro clínico.

Alimentação

Se a ração tiver sido substituída recentemente, ou se for notado um grande desconforto após as refeições, o alimento dado pode ser um possível alergênico. No caso, corantes, misturas, carne processada, grãos e proteínas podem causar alergias. Volte para a ração anterior ou substitua-a por uma nova marca, para que os sintomas sejam reduzidos. Certifique-se também de que o cão não esteja comendo escondido materiais como: papelão, grama, lixo, fezes, tijolos e animais mortos.

Espirros ou dificuldade em respirar após uma refeição podem ter relação com alergias alimentares. Veja se há inchaços na língua ou vômitos e diarréia. Caso isso aconteça, leve o cachorro imediatamente ao pronto-socorro.

Sintomas

Coceira e perda de pelos intensa, lambedura excessiva no local da alergia, secreção nos olhos, machucados, crostas, inflamações e ouvidos inflamados podem ser mais sinais de alergias causadas por ansiedade de separação ou se o cão ficar sozinho por muito tempo.

Tratamentos e prevenção

Existem exames que definem quais substâncias o seu cão tem alergia. A prática mais comum é eliminar do ambiente possíveis agentes da alergia, até descobrir o que a causou. Porém, como dito anteriormente, algumas delas podem ser hereditárias. Dessa forma, ao comprar um cachorro, pergunte ao criador se os pais são alérgicos e a quais substâncias.


Fungos, bolores, pó, ácaros e pólen são difíceis de serem eliminados. Sendo assim, é importante encontrar formas alternativas de tratamento. A Imunoterapia, uma limpeza constante da casa e medicações para controlar os sintomas clínicos são combinações terapêuticas que podem resultar no sucesso do tratamento e controle das alergias.

 

 

Por: Andresa Monteiro

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (http://petmag.com.br/)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sandra Bullock doa 100 mil dólares para ajudar animais vítimas de incêndio
15/11/2018 às 20:15:23

Conheça os alimentos mais venenosos para seu cão
06/11/2018 às 23:11:07

Um cão de rua entra em uma delegacia e se torna policial
06/11/2018 às 23:08:19

Quantas refeições o seu cão deve fazer?
06/11/2018 às 23:05:53


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco