HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

DERMATOLOGIA
O que você deve saber sobre os caroços na pele do seu cachorro 07/03/2015 às 07:16:52

Encontrar um caroço misterioso no seu pet pode gerar uma grande preocupação – por esse motivo, você deveria sempre tomar a precaução do check-up veterinário, diz o veterinário Marc Abraham.

Buldogue francês idoso

Poucas coisas são capazes de gerar tanto medo nos nossos corações quanto descobrir um caroço estranho nos nossos corpos, com a maioria de nós levando qualquer abnormalidade para ser vista pelos nossos médicos assim que possível.  Mas, e os nossos pets, que dependem de nós para decidir se eles vão ou não ao veterinário?

Como em nós, caroços nos pets variam em tamanho, formato e severidade.  Alguns nem são caroços – por exemplo, o carrapato, um parasita comum que afunda a sua a boca na pele do animal, e tem um corpo cinzento parecido com um caroço do tamanho de uma ervilha.  Além de causar irritações na pele, os carrapatos transmitem doenças nocivas e devem ser removidos cuidadosamente, ainda com a sua boca intata – se não, um ‘verdadeiro’ caroço, conhecido como um granuloma, pode se formar no local.

Os caroços comuns nos felinos variam de abscessos com pus advindo de mordidas de gatos a casquinhas menores multifocais, conhecidas como dermatite miliar.  Como o nome sugere, esses caroços parecem sementes de painço na pelagem e comumente são uma manifestação de uma reação alérgica a, por exemplo, picadas de pulgas.

Uma pequena verruga na perna de um Border Collie idoso

Como com pessoas mais velhas, pets idosos têm uma probabilidade maior de terem verrugas e pequenos caroços na pele ou, estruturas similares que podem parecer feias.  Elas normalmente são benignas – com pouca probabilidade de espalhar ou causar danos – porém precisam ser monitoradas de perto.

Lipomas – caroços de gordura que são macios, lisos e não causam dor encontrados abaixo da pele acima das costelas de cachorros mais velhos – raramente precisam ser removidos; de fato, a maioria de crescimento de caroços não-maléficos na pele é normalmente simplesmente cosmético e a cirurgia é somente necessária se esses caroços estiverem causando desconforto, crescerem de forma rápida, interferirem com as funções do corpo (por exemplo, obstruírem passagens), ulcerarem, ficarem infeccionados repetidamente ou serem algo que o seu pet lamba ou mastigue persistentemente.

Caroços sérios, como os cancers de mama, tumores de mastócitos e melanomas, normalmente requerem um tratamento mais urgente, com a remoção cirúrgica, raios-X e testes laboratoriais ajudando a confirmar a sua identidade e prognóstico.  Ocasionalmente, caroços maiores podem ser amostrados (biópsia) para apontar a terapia adequada para os veterinários.

E, finalmente, um caroço comumente aparecendo durante os meses quentes é uma reação a um corpo estranho causado pelas sementes de grama que ficam presas entre os dedos das patas do seu cachorro, e gera uma área inchada e dolorida que requere o atendimento imediato de um veterinário.  A intervenção veterinária, quando feito cedo, comumente previne crescimentos sérios, dolorosos e que apresentam risco de vida a continuarem se desenvolvendo, então a regra dourada para qualquer caroço é: ‘se há suspeitas, leve ao veterinário.’

 

 

 

 

Fonte: (Petplan)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Como fazer uma papinha para o desmame dos filhotes?
22/01/2018 às 22:16:15

Seu bebê e um gato podem conviver bem?
22/01/2018 às 22:12:17

Como treinar seu cão para fazer exames?
22/01/2018 às 22:09:13

Você sabia que existe comida congelada para cachorro?
22/01/2018 às 22:04:41


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco