HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

Notícias
Prevenção e tratamento da torção de estômago canina 01/11/2017 às 22:21:06

Os problemas digestivos apresentam um elevado nível de incidência nos bichos de estimação, principalmente, nas raças de cães de porte mediano e grande. Por isso, é necessário saber como agir no caso de seu cachorro sofrer uma torção de estômago.

 

A verdade é que amor e dedicação são essenciais para a saúde de um bicho de estimação. No entanto, não são os únicos aspectos a que você deve prestar atenção na sua criação. É fundamental garantir que seu organismo esteja em equilíbrio.

São sempre recomendáveis as visitas periódicas ao veterinário, a vacinação e o tratamento antiparasitário em dia.

O que é a torção de estômago canina?

A torção de estômago também é conhecida pelo seu nome em inglês: “BLOAT”. Caracteriza-se pela distensão aguda do estômago que gera a possibilidade por si só, ou seja, o estômago dilatado pode girar sobre seu próprio eixo.

 

cão deitado no tapete

 

Autores: Christine e David Schmitt

O giro do estômago pode machucar outros órgãos como o baço, o fígado e o pâncreas. Além disso, ele bloqueia o fluxo sanguíneo e causa deficiência de nutrientes vitais ao organismo. Então, o cachorro entra em choque.

A dilatação é resultado da fermentação e produção de gases em excesso durante a digestão. Além disso, a fermentação em excesso é causada geralmente por uma alimentação desequilibrada. Pode acontecer quando o cão ingere grande quantidade de alimento de uma só vez, sem mastigá-lo corretamente.

A Síndrome da dilatação vólvulo-gástrica afeta os cães de porte mediano, grande e gigante. Sendo pouco comum nos cães menores.

Quais são os sintomas da torção do estômago?

Conhecer os sintomas é indispensável para diagnosticas cedo esse distúrbio em seu bicho de estimação.

 

Estes são os sintomas mais frequentes da torção de estômago:

  • Aumento do volume do abdômen.
  • Dores abdominais.
  • Náuseas e vômitos.
  • Respiração e taquicardia.
  • Mucosidade e gengivas pálidas.
  • Nervosismo e/ou ansiedade em excesso.
  • Cansaço e perda de apetite.

O primeiro sintoma é o mais evidente. A dilatação do estômago produz imediatamente o aumento do volume da cavidade abdominal. Procurar logo o veterinário, quando perceber esse sintoma, é possível salvar seu bicho de estimação.

A dor é tão aguda que o cão chora quando sente um simples toque em seu abdômen. No começo, o animal se vê constantemente irrequieto por causa do incômodo que sente no seu estômago. No momento seguinte, já fica prostrado e perde o apetite.

Como prevenir a torção de estômago canina?

É importante tomar as devidas precauções para que o cão não desenvolva essa síndrome.

 

Os 4 conselhos para prevenir a torção de estômago canina são:

Escolher o alimento adequado

Uma alimentação adequada se baseia no equilíbrio entre quantidade e qualidade. Não é aconselhável acreditar em todas as peças publicitárias. Nem sempre o alimento que está na moda ou o mais caro é o melhor.

É importante entender que não existe exatamente um alimento melhor ou pior. Existem sim o alimento mais indicado para o seu bicho de estimação. Cada cachorro tem uma necessidade diferente de dieta conforme sua raça, porte, idade e estilo de vida.

Por isso, a escolha do alimento deve ser orientada pelo veterinário. O dono deve respeitar as determinações e evitar a introdução de comidas humanas na dieta do cachorro. Isso pode acarretar em problemas graves na sua digestão.

Ajustar a quantidade diária

É comum o dono aumentar arbitrariamente a quantidade de alimento ao perceber que o cachorro não fica satisfeito ou que está magro. Não é recomendável fazer isso.

Se o cachorro não ganhar massa muscular, estiver sem energia ou se mostrar faminto, você deve marcar uma consulta com o veterinário. Podem ser sintomas de alguma doença ou da presença de parasitas.

Além disso, é possível que o alimento não proporcione a sensação de saciedade e que seja preciso ajustar a dose diária. Em todo caso, recomenda-se auxílio profissional.

Via de regra, é aconselhável dividir a dose diária em 3 pequenas porções. Nunca ofereça a dose diária inteira de uma só vez.

Água e comida

Recomenda-se retirar o recipiente de água no momento em que o cachorro estiver comendo. E só voltar a oferecer-lhe água 30 minutos depois de terminar de consumir o alimento.

Exercícios logo depois de comer

É aconselhável esperar, pelo menos, 30 minutos antes de levar para passear um cachorro ou para fazer exercício um cachorro que acabou de comer.

 

 

 Como é o tratamento para a torção de estômago canina?

Caso o diagnóstico seja feito cedo, a dilatação abdominal é resolvida através de sucção. O veterinário introduz uma sonda que alcança o estômago do animal via oral e retira o excesso de comida.

No entanto, se já houve a torção, não é possível introduzir a sonda. O tratamento, então, consiste em uma intervenção cirúrgica.

Muitos veterinários recomendam realizar o procedimento cirúrgico de forma preventiva, no caso de o animal já ter apresentado os sintomas de torção de estômago.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Meus Animais)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Existe o cão-lobo?
06/12/2017 às 17:17:06

Quais doenças podemos transmitir para os cães
05/12/2017 às 21:24:22

Saluki, o cão real do Egito
29/11/2017 às 22:22:21

O que é um cão potencialmente perigoso?
29/11/2017 às 22:10:18


© Canil Garra 2017. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco