HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

Notcias
Raas de ces extintas 16/11/2017 às 22:20:29

Atualmente, há mais de 800 tipos de cães em todo mundo. No entanto, no passado, havia outras raças de cães que não chegaram aos nossos dias, por diferentes razões. No seguinte artigo, contaremos a você sobre algumas das raças de cães extintas.

Quais as raças de cães extintas conhecidas?

Segundo os pesquisadores, há em torno de 25 raças de cães extintas por diversos motivos. Preste atenção a alguns dos cães extintos:

 
  1. Alano

Existiu desde a Idade Antiga até o século 17, na Ásia Central e Europa. É o antecessor do Alano Espanhol, um animal grande, de pelo curto e vários tipos de pelagem. Era conhecido por sua valentia e eram usados em batalhas como guerreiros, também como guardiães, como boiadeiros e para o pastoreio. A partir do Alano também surgiu outras raças, como o Buldogue.

  1. Bullenbeisser

Bullenbeisser: uma das raas extintas de ces

Era de origem alemã e é considerado como precursor de algumas das raças de cães grandes, agrupados sob o nome de “Geração Bullenbeisser”. Sabe-se que foram bons caçadores, do tipo molossiano, com pelagem curta e tigrada, mandíbula “avançada”, grande musculatura, e cuja a reprodução era controlada pelos caçadores. A extinção ocorreu devido a mestiçagem.

  1. Mastim dos Alpes

 

Outra das raças cães extintas que habitava na Europa. Foi o “pai” do São Bernardo e um contribuinte dos diferentes Mastins conhecidos na atualidade. Tinha manto tigrado e em sua época foi o maior cão da Inglaterra. Já que se misturou com a população em geral, os cruzamentos não demoraram para aparecer e, portanto, o desaparecimento dos exemplares puros não puderam ser controlados.

  1. Cão de caça Celta

O Celtic Hound viveu na época dos celtas irlandeses e aparece em várias lendas locais. Diz-se que é a “combinação” do Lobeiro Irlandês, do Lebrel Escocês e do Greyhound. Foram encontradas imagens deste animal em pinturas e joias do século 17 como símbolo da caça, como guardiães de estradas e de encruzilhadas e, inclusive, como protetor e guia das almas perdidas.

  1. Cão de briga cordobês

 

Esta raça originaria da Argentina surgiu com o cruzamento entre várias raças de cães: Buldogue inglês, Bullenbeisser, Bull Terrier e Mastim Espanhol. Os primeiros exemplares apareceram no século 20, e como seu nome indica, eram usados para brigar até a morte, tinham uma grande tolerância à dor e eram muito agressivos, inclusive antes de cruzarem. Tudo isso os levou à extinção. Uma das raças derivada desta é a Dogo Argentino, que surgiu em 1920.

  1. Terrier branco Inglês

Surgiu na Inglaterra e tinha o pelo duro, curto e brilhante, de cor branca pura. Tinha músculos fortes e pesava entre 5 e 10 kg. O primeiro exemplar do Terrier branco Inglês chamava-se Silvio, e nasceu em 1876. O dono chamava-se Alfred Benjamin e o levava a vários concursos caninos, onde ganhou alguns prêmios entre 1877 e 1878.

  1. Braco Dupuy

É uma antiga raça francesa usada para a caça em terras planas devido a sua flexibilidade e ligeireza. O Braco Dupuy nasceu no século 19, na antiga província de Poitou, depois do cruzamento entre as raça Lebreles e Bracos. Acredita-se que o nome se deva aos irmãos Puy, que cruzaram seus cães com os Sloughi africanos trazidos pelos soldados. A cor deste cão era branca com manchas alaranjadas. Ainda que esteja incluído entre as raças de cães extintas em sua forma original, poderia ser reconstituída usando outras similares.

  1. Dogo cubano

Também chamado de Mastim Cubano, era utilizado para briga e pertencia ao grupo dos Bullmastiff. Foi introduzida no país caribenho para capturar escravos fugitivos. Com a abolição da escravatura, o Dogo desapareceu. Tinha cabeça larga, lábios e orelhas caídas, rabo curto e era de cor cinza com rosto negro.

  1. North Country Beagle

North Country Beagle

O Beagle do Norte é outra das raças de cães extintas que habitava a Grã-Bretanha, viveu até inícios do século 19. Seu desaparecimento se deve ao cruzamento deste com outras raças, por isso não se conhece a data exata em que o último exemplar puro esteve vivo. O que se podemos afirmar é que se trata do antecessor do Beagle Moderno, já que em seu aspecto físico era bastante similar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Meus Animiais)

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Existe o co-lobo?
06/12/2017 às 17:17:06

Quais doenas podemos transmitir para os ces
05/12/2017 às 21:24:22

Saluki, o co real do Egito
29/11/2017 às 22:22:21

O que um co potencialmente perigoso?
29/11/2017 às 22:10:18


© Canil Garra 2017. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco