HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Anuncie

Notícias
Como treinar seu cão para fazer exames? 22/01/2018 às 22:09:13

Muitos cães mudam radicalmente de temperamento quando precisam ser examinados. Ir ao veterinário se torna uma dor de cabeça para o dono e para o animal de estimação. Mas se você treinar seu cão para fazer exames, essas complicações acabam.

 

Normalmente, os cães são os animais mais afetuosos que existem. É por isso que milhões de pessoas investem na companhia desses animais de estimação. Mas alguns cães podem apresentar um comportamento defensivo no caso de serem tocados.

Contrariamente ao que é costume pensar, não é tão complicado melhorar o comportamento de um animal. A solução é simples se você treinar seu cão para fazer exames e ter uma convivência harmoniosa com os outros.

Por que os cães se tornam agressivos quando precisam ser examinados?

Há muitas causas para o comportamento agressivo de um cão. Normalmente, é necessário descobrir o contexto em que o animal foi violento. Isso explicará o que causou esse comportamento.

cachorros agressivos

A causa mais frequente de agressividade é o sentimento de posse sobre seu proprietário e/ou seu território. Isso explica por que muitos cães podem desenvolver comportamento agressivo quando outro animal de estimação ou outro membro da estrutura familiar está envolvido.

É verdade que algumas raças são mais territoriais. Mas é um erro acreditar que algumas raças estão condenadas a serem agressivas, enquanto outras nunca se mostram violentas. Todo cachorro pode reagir de acordo com os estímulos a que está exposto.

 

Caráter inato da raça

É preciso destacar que uma dose moderada de agressividade faz parte do instinto dos cães. Os cães descendem dos lobos. Para eles, é essencial assegurar a segurança de seu grupo em um mundo selvagem. E isso é garantido conquistando o território e a comida ao redor.

Mas o caso de não se deixar ser examinado pelo veterinário ou se sentir desconfortável ao ser banhado ou tocado é diferente. O que acontece é que o cão considera essa situação ameaçadora e busca a auto-proteção.

Todo animal, mesmo um ser humano, sente medo diante do desconhecido. Os cães não são uma exceção. Se a visita ao veterinário e o ambiente de manipulação causam medo, o cão pode reagir de forma agressiva ou tentar escapar em sua própria defesa.

Há fatores que podem piorar o sentimento de medo. O primeiro é a raça e o caráter particular de cada cachorro. Algumas raças são mais suspeitas e alertas para estímulos externos. Isso é algo que pode ser alterado ou melhorado com o processo de socialização.

Outro fator importante é a primeira vez que o animal é manipulado. É importante prepará-lo para a primeira consulta com o veterinário. Expor um cão a uma mudança radical de ambiente pode provocar reações agressivas ou traumas subsequentes.

Como treinar seu cão para fazer exames?

Ir para o veterinário ou para um hotel canino exigirá que seu cão compartilhe o território e experimente coisas novas. É essencial prepará-lo de antemão para evitar qualquer desconforto.

Socialização preventiva para treinar seu cão para fazer exames

O primeiro passo para treinar seu cão é socializá-lo. O processo de socialização ensina seu animal de estimação a se relacionar pacificamente com outros animais e pessoas. Isso também reduz consideravelmente o risco de comportamento agressivo e a resposta a estímulos externos.

O ideal é socializá-lo enquanto ainda é um filhotinho, entre os primeiros 6 a 7 meses de vida. Mas também é possível socializar um cão adulto expondo-o ao contato com outros cães. É importante começar por apresentá-lo a um único cachorrinho em um ambiente controlado. Mais tarde, ele pode ser inserido gradualmente na convivência com outros cães.

Exposição e adaptação graduais

Toda adaptação é um processo. Seu cachorro precisa se acostumar com os novos estímulos. Antes de levá-lo diretamente ao veterinário, é aconselhável adaptá-lo antes de sair para ver outras pessoas e animais.

Antes de ser examinado ou manipulado, é importante que o cão tenha se adaptado ao novo ambiente da clínica veterinária. Portanto, é recomendável levá-lo para conhecer o local e apresentá-lo de forma positiva.

Cachorro recebendo guloseima

Gradualmente, o ambiente será familiar e a ansiedade ou o medo vão diminuir.

Nunca force seu cão a subir para a maca de exame. Isso pode piorar o medo ou gerar traumas. Recomenda-se aguçar a curiosidade em relação ao veterinário, encorajando-o a brincar ou dando-lhe guloseimas. Assim, o cão irá associar a ida ao veterinário com algo divertido e não com sofrimento.

Boas práticas

É importante confiar nos estabelecimentos de cuidados para animais de estimação. É sempre necessário garantir que as práticas sejam apropriadas e respeitem o bem-estar dos animais.

Recomenda-se encontrar um veterinário confiável e escolher cuidadosamente aonde levar seu melhor amigo para tomar banho e se tratar.

Imagem : Cristina Fernández y Romero

Fonte: (Meus Animais)

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Esquilo cinzento: conheça todas as suas características
14/08/2018 às 23:16:47

Filariose canina: causas e tratamento
14/08/2018 às 23:12:18

3 receitas de sorvetes para cães
14/08/2018 às 23:10:02

Cachorro na corrente: Covardia sem limites
08/08/2018 às 20:35:20


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco