HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

Notícias
Quatro raças de raposa que você deve conhecer 15/06/2018 às 22:14:23

As raposas são animais que estão muito presentes nas fábulas, nas lendas e nos contos. Elas também são admiradas e temidas no campo. Costumavam ser apreciadas por conta de sua astúcia. No entanto, normalmente só conhecemos apenas uma raça de raposa, por isso, hoje, queremos falar sobre quatro raças de raposa que você deve conhecer:

 

Raças de raposa: as principais características

As raposas são animais mamíferos que vivem por todo o planeta, e por isso habitam quase todos os continentes e ambientes, e cada raça se desenvolveu para se adaptar ao seu habitat. Elas pertencem à família dos canídeos, por isso, são parentes dos lobos e dos cães.

São carnívoras e muito inteligentes, e é comum descobrirem uma maneira de entrar furtivamente nos galinheiros para conseguir caçar sem esforço. Diferentemente dos lobos, elas preferem caçar sozinhas e não costumam formar bandos.

raposa

As características físicas também mudam de acordo com a raça em questão, embora possamos generalizar e dizer que as raposas têm em comum orelhas triangulares grandes em relação a sua cabeça, e uma cauda espessa e de pelo longo.

Raposa comum

A raposa comum é a raça dessa espécie que mais conhecemos. Ela também é chamada de “raposa-vermelha” por causa da cor de sua pelagem, embora, na verdade, possam apresentar mais colorações que vão desde a parda até a cinza.

 

É possível encontrar raposas-vermelhas em todo o hemisfério norte do planeta, ainda que também tenha sido introduzida de maneira artificial na Austrália. Ela pode viver em bosques, pradarias, na tundra e até em zonas litorâneas.

Raposa-cinzenta

A raposa-cinzenta é uma das raças de raposa que vivem na América. Elas habitam desde o sul do Canadá até a Venezuela. Seu tamanho é parecido com o do do coiote, mas tem as orelhas mais largas e o focinho e as patas mais curtos. Seu dorso é de coloração acinzentada, mas ainda conservam partes do pelo (rosto, garganta e tórax) avermelhados. 

Raposa-polar ou Raposa-do-ártico

Como o seu nome indica, ela vive nas zonas mais próximas do norte do planeta. Habita a tundra da Europa e América do Norte, e escava tocas nas paredes de gelo.

 

Suas orelhas são menores que as de outras raças de raposa e a sua pelagem é mais densa para poder suportar as baixas temperaturas do seu habitat.

As raposas-do-ártico têm dois tipos de pelagem: durante o verão tem uma coloração puramente branca, mas durante o inverno se torna parda ou acinzentada. É uma característica de coloração de muitas raças de animais adaptados ao frio: as orelhas, as patas e o rosto se tornam de uma coloração mais escura para atrair a luz do sol, capturando assim mais calor.

É uma das poucas espécies de animais árticos que não estão em perigo de extinção. Regulou-se ou proibiu-se sua caça, embora continuem existindo caças clandestinas; a sua pele é muito apreciada, mas existem leis rígidas que protegem essa raposa.

raposa vermelha

Feneco ou raposa-do-deserto

A raposa do deserto ou feneco é uma das raças de raposa menos conhecidas e mais raras. Como seu nome indica, ela vive no deserto, mais especificamente, no norte do Saara, e se espalha até a Península do Sinai.

É de tamanho muito pequeno comparado ao restante das raças de raposa. Ela tem as orelhas desproporcionalmente grandes em comparação com a cabeça, mas isso lhes ajuda a vencer o calor. A cauda é longa e peluda, e tem os pés recobertos de pelo, que lhes protege das queimaduras causadas pela areia quente.

Fenecos

São pequenas, mas capazes de dar saltos com uma altura que alcança até dois metros para caçar uma presa. São caçadoras noturnas e se alimentam, sobretudo, de roedores, pássaros e coelhos, embora elas tenham sido surpreendidas comendo insetos e ovos. Ao contrário das outras raças de raposa, os fenecos costumam sim viver em pequenos grupos sociais.

Não se considera que estejam em perigo de extinção, mas sabe-se que sua população diminui a cada ano. Isso se deve principalmente à destruição do seu habitat, por isso, existem organizações tentando proteger as áreas em que elas vivem. Dessa forma, querem evitar que no futuro a sua sobrevivência esteja em risco.

Por último, ficou comprovado que as raposas ajudam a manter o equilíbrio ecológico dos bosques onde vivem. Existem caçadores que as caçam por causa da qualidade de sua pele, mas, por sorte, essas práticas foram regulamentadas e, embora a raposa não esteja em perigo de extinção, encontra-se protegida. As raposas são belas e necessárias para o meio ambiente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Meus Animais)

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
BH terá 357 postos abertos neste sábado para vacinação antirrábica; confira os locais
19/09/2018 às 20:39:23

Operação de proteção da mata atlântica termina com dois presos e mais de R$ 5 mi em multas em Minas
17/09/2018 às 22:01:12

9º Encontro de Cães e Criadores acontece em Itabira, MG
17/09/2018 às 21:35:49

Todo sobre a fauna siberiana
11/09/2018 às 22:45:24


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco