HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

NUTRIÇÃO
Alimentação correta ajuda a evitar o problema de tártaro em pets 06/05/2020 às 21:09:48

Assim como nos humanos, o tártaro em pets ocorre pelo acúmulo de cálculos entre os dentes - nos espaço que há entre gengiva e o dente. A doença pode afetar toda a estrutura bucal, causando, além do mau hálito, infecções, dores agudas e doenças derivadas da impossibilidade do cão se alimentar.

Pesquisa apresentada pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP), em fevereiro de 2019, mostrou que a alimentação correta é um fator que pode reduzir em até 55% o acúmulo de tártaro nos dentes, sendo que 60% dos animais domésticos analisados (cães e gatos, principalmente) têm doenças periodontais.

cachorro sorrindo

 
reprodução shutterstock
A maioria dos animais sofre com doenças bucais

 

Como acontece a evolução da doença bucal? 

Tudo começa com a gengivite. Os principais sinais são mau hálito, conhecido como halitose, gengivas vermelhas que sangram dependendo do que o animal morder. O passo seguinte, já chamado de tártaro, é ainda mais dolorido para o animal: as raízes dos dentes vão ficando expostas, o que gera o enfraquecimento do dente com a mandíbula ou o maxilar, e, consequentemente, a perda dele. 

Quanto mais o tempo passa, mais difícil é para tratar o tártaro em pets. A placa acaba se solidificando e causando infecções graves, a ponte de alcançar a corrente sanguínea e afetar órgãos importantes como coração, pulmões e rins. Nesse estágio há risco de morte. 

Como prevenir e tratar o tártaro em pets?


A prevenção básica é a escovação, mas ela só terá resultados satisfatórios se for realizada periodicamente (diariamente, se possível). Após o tártaro se instalar, somente o veterinário especializado poderá reverter o caso. É importante o tutor não tentar tirar o tártaro com raspagens ou "remédios caseiros", vai ferir o pet e ampliar as dores e problemas. 

Além da escovação, a alimentação também é uma forma de prevenção. Ao contrário do que muitos dizem sobre a alimentação natural estar relacionada ao surgimento de tártaro em cães e gatos, a opção possui diferentes texturas que, com o atrito, podem ajudar na limpeza dos dentes. Sem contar que a AN não contém conservantes ou aditivos , é rica em água e fornece vitaminas e minerais, que transportam os nutrientes essenciais no organismo do pet.

Uma dieta balanceada e saudável fortalece o organismo como um todo, ajudando no combate não só do tártaro, mas prevenindo parasitoses, alergias, dermatites e outras doenças.

No caso da saúde bucal, alimentos que ajudam a prevenir doenças são salsa e cenoura crua. Quando o cão rói a cenoura, ele estimula a produção de saliva e permite eliminar restos de alimentos dos espaços entre os dentes e gengiva, limpando as cavidades bucais. Já a salsa pode ser oferecida em pequenos pedaços do talo, sem exageros, além do pet roer e se divertir, é bom para o hálito. 

A prevenção é a melhor forma de garantir a saúde do pet. Mantendo a alimentação balanceada a carteira de vacinação em dia e visitando regularmente o veterinário, o dono proporciona muitos anos de vida saudável para seu pet e a felicidade de estar em boa companhia por muito tempo

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Canal do Pet)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pele irritada em cães: como tratar em casa?
30/10/2020 às 13:16:24

Varredor público demonstra todo carinho com cão de rua; assista
30/10/2020 às 13:10:00

PRF apreende 270 pássaros escondidos em carro em Teófilo Otoni
30/10/2020 às 12:39:12

Como saber quando o cachorro está com febre?
29/10/2020 às 13:21:44


© Canil Garra 2020. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco