HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

ELES AMAM SEUS AMIGUINHOS
Cães comunitários ganham abrigo em praça no bairro Rubem Berta 08/04/2016 às 11:55:52

Oito tubos de concreto viraram casinhas para cães na Praça México, no bairro Rubem Berta. Os abrigos são destinados aos animais comunitários, que são tratados e cuidados pelos moradores da região. O AbriCão foi inaugurado nesta quarta-feira, 6, pelo prefeito José Fortunati. (fotos)



A iniciativa é da Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) em parceria com o Departamento de Esgotos Pluviais(DEP), que disponibilizou os oito tubos de concreto. Os abrigos para os cães comunitários substituem as antigas casas de madeira, adquiridas pelo grupo de protetoras da região, que foram queimadas em repetidos atos de vandalismo nos últimos meses.  Convidado pela Secretaria Municipal da Juventude, o grafiteiro Lucas Alves pintou os tubos com ilustrações sobre o bem-estar animal e incentivo à adoção e castração.

Fortunati destacou a importância de qualificar os espaços públicos atendendo as necessidades de todos. “A causa animal e os direitos animais ainda são pouco compreendidos por muitos. Mas vivemos numa cidade plural, onde temos que lidar com as diferentes visões, as mais diversas demandas e respeitar a todos. Nada mais adequado que, num parque, onde buscamos o contato com a natureza e um espaço de lazer, os cães comunitários também tenham abrigo”, afirmou o prefeito.

A proposta foi de uma protetora voluntária do bairro. Patrícia Rodrigues Leal conta que viajou para o Uruguai e viu os tubos numa praça, que eram usados como brinquedos para as crianças, mas cães utilizavam junto. “Levei a ideia para a prefeitura e fui super bem recebida. A comunidade também aceitou bem e já recebemos convites de Recife, Pelotas e Rio Grande para ir até essas cidades apresentar o projeto. O que a gente quer é que se espalhe por outros espaços de Porto Alegre”, disse a protetora. 

A primeira-dama e deputada estadual Regina Becker Fortunati falou sobre a importância da parceria entre poder público e comunidade e da mobilização das protetoras para tornar o AbriCão uma realidade. O secretário especial dos Direitos Animais, Maurício Silveira de Oliveira, ressaltou que a Seda tem uma responsabilidade ainda maior com cães comunitários e animais de rua porque estão mais vulneráveis do que aqueles que possuem um lar. O diretor do DEP, Miguel Barreto,  lembrou o trabalho transversal que as secretarias e departamentos da prefeitura fazem para buscar soluções como esta, que proporciona um abrigo mais resistente aos cães.

A entrega do AbriCão reuniu moradores da comunidade, protetoras de animais e contou com a presença da Guarda Municipal e da Brigada Militar. A Seda já presta atendimento clínico veterinário aos animais da Praça México, incluindo vacinação, tratamento contra pulgas, carrapatos e esterilização.

Animais comunitários - A Seda incentiva a criação destas normas que permitem, por meio dos lances de afeto e dependência estabelecidos com moradores das localidades onde vivem, serem identificados e atendidos. Os laços afetivos garantem abrigo, alimentação e condições de sobrevivência e, ainda, proporcionam às famílias que gostam de animais, mas que não têm condições de mantê-los em suas residências, possam desfrutar do carinho e do afeto gerado pelos que vivem próximos aos seus lares. Esta reciprocidade detém, inclusive, importância psicossocial, em função da cooperação, responsabilidade, cidadania e interação que é gerada entre a comunidade que se une por um objetivo comum, que é cuidar e garantir direitos aos animais comunitários.

No ano passado, a Prefeitura Municipal apresentou, projeto de lei complementar que visa incluir na Lei Complementar 694/2012, uma subseção para tratar de normas de identificação, controle e atendimento dos animais comunitários.  O PLCE 017/2015 está em tramitação na Câmara Municipal e deve ser votado ainda no primeiro semestre deste ano. Também tramita na Assembleia Legislativa projeto de autoria da deputada Regina Becker Fortunati (Projeto de Lei nº 269 /2015), que dispõe sobre animais comunitários no Rio Grande do Sul, estabelecendo normas de atendimento. 

Parcerias - A Seda também tem parceria com o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) e já atendeu mais de 300 animais que foram encontrados em áreas de atuação do Departamento. O termo de cooperação inclui apoio médico-veterinário e castração de cães e gatos.

 

 

 

 

Fonte: (Prefeitura de Porto Alegre)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
8 animais que vivem em rios
18/08/2018 às 20:54:56

Infecção do trato urinário em cães: causas e tratamento
18/08/2018 às 20:51:55

Tempo seco afeta a saúde dos gatos e também dos cães. Saiba o que fazer
18/08/2018 às 20:26:09

Esquilo cinzento: conheça todas as suas características
14/08/2018 às 23:16:47


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco