HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

POLÍCIA
Policiais usam seu horário de almoço para passear com cães de abrigo 06/04/2016 às 11:29:03

Policiais do Texas, nos Estados Unidos, além de proteger as pessoas da comunidade local, estão fazendo outro belo trabalho social.

As oficiais Amy Thomas e Ashley Uribe, do Departamento de Polícia de Austin, passaram a usar suas pausas para o almoço das quintas-feiras para passear com cães de um abrigo local. Uma atitude doce e que é edificante tanto para elas como para os animais, que são tão solitários e podem aprender a socializar mais.

Oficiais estão fazendo um trabalho voluntário em um abrigo do Texas. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Oficiais estão fazendo um trabalho voluntário em um abrigo do Texas. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Amy disse ao site The Dodo que ela e Ashley foram inspiradas a fazerem este trabalho voluntário depois de lerem uma publicação on-line do abrigo. “Eu vi que eles precisavam de voluntários para passear com os cães. Nós não temos um monte de tempo livre, mas isso nos ofereceu uma oportunidade de ajudar”, explicou Amy.

“Eles ficam em uma gaiola 24 horas por dia. Se eles não tiverem com quem passear, eles ficam presos lá. Os cães podem ser um pouco tímidos no início, mas os passeios tornam a interação deles com os humanos mais positiva, o que melhora suas chances de serem adotados”, disse Amy.

As policiais tiram seu horário de almoço para passear com os cães do abrigo. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

As policiais tiram seu horário de almoço para passear com os cães do abrigo. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Mais do que apenas fazer com que os cães se tornem mais sociáveis e dar uma chance para que eles deixem seus canis e caminhem pela região por um tempo, as oficiais dizem que o tempo que passam caminhando com os cães ajuda a elas também.

“Eles são tão carinhosos e amorosos. Eles ficam tão animados e você ganha muitos beijos. Ser voluntário de um abrigo só ajuda, tanto aos animais quanto a você mesmo. É como uma terapia”, disse Ashley ao The Dodo.

“Você pode estar tendo um momento ruim, mas caminhar com os cães faz você se sentir melhor. Saber que você está ajudando tem esse poder”, confirma Amy.

De acordo com as oficiais, o trabalho voluntário faz bem tanto para os animais quanto para elas mesmas. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

De acordo com as oficiais, o trabalho voluntário faz bem tanto para os animais quanto para elas mesmas. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

As oficiais dizem que quanto mais pessoas souberem o quanto é bom ajudar os animais do abrigo, mais as pessoas se sentirão incentivadas a doar seu tempo em serviço dos animais do abrigo também.

“Se você puder oferecer apenas 30 minutos por semana, isso faria uma enorme diferença. Mesmo que seja pouco tempo. Se você tiver uma pausa no trabalho no meio do dia, você pode aproveitar esse tempinho para fazer algo de bom e andar um cão”, disse Amy.

Mais do que apenas passear com os cães e torná-los mais sociáveis, Amy e Ashley estão ansiosas para mostrar que estes animais são tão merecedores de amor – e uma casa definitiva.

Os passeios ajudam a tornar os cães mais sociáveis, o que facilita a adoção dos animais. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Os passeios ajudam a tornar os cães mais sociáveis, o que facilita a adoção dos animais. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Kasey Spain, gerente de relações públicas do abrigo Austin Animal Center, atesta os benefícios do trabalho voluntário das oficiais:

“É extremamente importante para a saúde geral e bem-estar dos nossos cães eles saírem de seus canis e interagirem com pessoas e outros cães. Isso ajuda a reduzir seus níveis de estresse e permite que outras pessoas possam encontrá-los, fora das grades, sem a barreira de um canil”.

Os cães retribuem com muito amor e beijinhos. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

Os cães retribuem com muito amor e beijinhos. (Foto: Reprodução / Amy Thomas)

“Algumas pessoas são resistentes à ideia de adotar um cão de abrigo por acharem que estes cães são doentes ou têm algum tipo de problema. Isso não é verdade. Estes cães só precisam de uma segunda chance”, disse Ashley. “Esperamos que, por nos verem indo lá e dando atenção aos cães, outras pessoas se inspirem e passem a dar-lhes atenção também”.

 

 

 

Fonte: (Portal do Dog)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Mastim napolitano: Saiba tudo sobre essa raça
03/10/2018 às 22:20:29

Raiva ameaça 170 mil cães e gatos em BH; baixa cobertura vacinal obriga PBH a estender campanha
03/10/2018 às 22:04:29

Pet hotel e sócios são condenados a indenizar família por fuga e desaparecimento de cães
03/10/2018 às 22:00:20

As cadelas podem ter mastite?
02/10/2018 às 22:40:44


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco